O caso das eleições presidenciais na Polônia

O caso das eleições presidenciais na Polônia

No país do Leste Europeu, um fato inédito deve ocorrer neste ano. As eleições para presidente estão planejadas para serem realizadas pelos correios. Enquanto aqui no Brasil discute-se em cancelar ou não o pleito para prefeitos e vereadores, previsto para outubro deste ano, discute-se se haverá a necessidade de cancelar o processo eleitoral, tudo por conta do cenário de pandemia do coronavírus.

A medida de manter as eleições é iniciativa do partido conservador da Polônia, tendo sido aprovada pelo Parlamento do país. A previsão é de que o pleito aconteça em turno único no dia 10 de maio. A oposição e parte da população têm defendido que sejam adiadas as eleições. Segundo pesquisas, dois terços dos poloneses pensam assim, mas por enquanto está valendo a decisão de que tudo seja resolvido por meio dos serviços postais.

Na Polônia, há 4.413 infectados pelo coronarívus, com 107 óbitos (dados do início do mês). Logo nos primeiros casos detectados, o país fechou suas fronteiras e determinou a suspensão de atividades escolares. Também impôs o isolamento domiciliar, mas por enquanto não declarou estado de emergência. Isso porque nesse caso teria que adiar as eleições, de acordo com a constituição do país.

Deixe uma resposta