Ribeirão das Neves diz ‘não’ à privatização dos Correios

You are currently viewing Ribeirão das Neves diz ‘não’ à privatização dos Correios

No dia 13/09, a Câmara Municipal de Ribeirão das Neves, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, apresentou moção em repúdio à privatização dos Correios. A sessão aconteceu na sede do Poder Legislativo municipal. A iniciativa foi do vereador Carlos Figueiredo (MDB), vice-presidente da Casa. Com a aprovação da moção, Ribeirão das Neves passou a ser a cidade de número 112 em Minas Gerais a se manifestar contra a venda dos Correios.

 

Em diversas cidades brasileiras, os Correios prestam serviços públicos essenciais. Atualmente, em 60% dos municípios do País só há uma unidade da empresa como representação do governo federal. Assim, a presença dos Correios é uma forma de garantir aos moradores dessas localidades acesso a serviços e ações de caráter governamental, econômico e social. Além disso, a empresa é um dos principais operadores logísticos do País, integrando diversas regiões aos principais polos econômicos nacionais.

 

Ao serem aprovadas, as moções são enviadas às autoridades do Congresso Nacional e do Executivo Federal. A lista completa das cidades que já se manifestaram contra a venda dos Correios está disponível no site da Associação dos Profissionais dos Correios Regional Minas Gerais (ADCAP Minas). No site da Associação, também é possível conferir quem são os vereadores que propuseram moções em repúdio à privatização da estatal. Eles são de correntes políticas variadas, o que demonstra que manter os Correios como empresa prestadora de serviços públicos é de interesse de toda a sociedade.

 

Conheça também o Mapa das Moções – mapa interativo com os municípios mineiros que já disseram ‘não’ à privatização dos Correios.

 

#SomosEssenciais #TodosPelosCorreios

 

Acompanhe as publicações da campanha Todos Pelos Correios! Os conteúdos estão disponíveis no site www.todospeloscorreios.com.br e nos perfis de redes sociais – FacebookInstagram e Twitter. Cadastre-se também no Whatsapp (61) 99448-7766. Curta e compartilhe as informações com todos.

Deixe um comentário