Correios: São Pedro dos Ferros diz ‘não’ à privatização

A cidade localizada na região da Zona da Mata é a mais recente a se manifestar, por meio de sua Câmara Municipal, contra a venda dos Correios. A iniciativa da moção, em São Pedro dos Ferros, repudiando a privatização dos Correios, teve a iniciativa da vereadora Michele Ferreira Avelar (União Brasil). A aprovação aconteceu no dia 16 de setembro. Com isso, já temos em MG um total de 204 municípios que disseram ‘não’ à venda da estatal.

 

A lista de municípios mineiros que já aprovaram moções contra a privatização reúne localidades de todos os portes e regiões do Estado (confira clicando aqui). Passando pela capital mineira, Belo Horizonte, na relação também estão Braúnas, Boa Esperança, Imbé de Minas, Ipatinga, Nova Era, Montes Claros, Mutum, Olaria, Sete Lagoas, Raul Soares, Varginha, Tiradentes e várias outras. As moções aprovadas pelas Câmaras Municipais dessas cidades são de autoria de vereadores de todas as correntes e partidos políticos. Essa diversidade mostra que defender os Correios é um ato de interesse público.

 

Caso a privatização aconteça, principalmente nos pequenos e médios municípios, há o risco de fechamento de agências e a consequente interrupção de serviços prestados pela empresa pública, sem garantias de absorção deles por operadores logísticos privados. Fala-se inclusive no risco de ‘apagão postal’ em certas localidades, afetando a economia regional delas.

 

Presente nos 5.570 municípios brasileiros, os Correios são o maior operador logístico nacional e parceiros de inúmeros empreendedores que usam os serviços da empresa pública para a entrega dos itens que comercializam. Afinal, por cobrir todo o território brasileiro, os Correios garantem a integração de diversas regiões do País aos polos econômicos nacionais.

 

Moções contra a privatização

 

Há pouco mais de dois anos, a Associação dos Profissionais dos Correios (ADCAP) vem apoiando a aprovação, em Câmaras Municipais de todo o País, de moções em repúdio à privatização dos Correios. Em Minas, mais de 200 cidades se manifestaram nesse sentido. Elas reúnem mais 12,8 milhões de habitantes segundo último Censo. Esse quantitativo ultrapassa a maioria da população do estado de Minas Gerais, evidenciando mais uma vez a necessidade de se manter os Correios como empresa prestadora de serviços públicos.

 

A moção é uma proposição apresentada na Câmara Municipal pelo vereador, com algum tipo de manifestação. No caso das iniciativas contra privatização dos Correios, a intenção é evidenciar a preocupação com relação aos efeitos negativos que a venda da estatal pode acarretar, principalmente com relação à economia local.

 

#SomosEssenciais #TodosPelosCorreios

Acompanhe as publicações da campanha Todos Pelos Correios! Os conteúdos estão disponíveis no site www.todospeloscorreios.com.br e nos perfis de redes sociais – FacebookInstagram e Twitter. Cadastre-se também no Whatsapp (61) 99448-7766. Curta e compartilhe as informações com todos.

Deixe um comentário