Associativismo – o exemplo contra o aumento da Postal Saúde

Associativismo – o exemplo contra o aumento da Postal Saúde

Nos últimos informativos e posts em nossos canais de comunicação, temos mostrado como é importante o associativismo. Estarmos juntos para buscar um objetivo comum é fundamental. E, atualmente, estarmos juntos é atuarmos em comum acordo com outras entidades parceiras, como as que fazem parte da Frente Ampla Todos Pelos Correios:

  • Associação dos Profissionais dos Correios (ADCAP);
  • Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (FENTECT);
  • Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (FINDECT);
  • Associação Nacional dos Trabalhadores da ECT (ANATECT);
  • Associação dos Analistas de Correios do Brasil (AACB); e
  • Federação dos Aposentados, Aposentáveis e Pensionistas dos Correios e Telégrafos (FAACO).

 

Todos unidos pela defesa dos Correios 100% públicos para servir a população brasileira.

 

Neste mês, por exemplo, os Correios anunciaram unilateralmente novo aumento no custeio do plano de saúde dos empregados. A coparticipação passaria de 30% para 50%, o que inviabilizaria a permanência de inúmeros empregados e seus dependentes na cobertura da Postal Saúde. Também haveria redução da vigência do Acordo Coletivo, de dois anos para um ano. A medida seria mais uma ação entre as recentes mudanças nas regras do plano de saúde que têm feito com que a permanência não seja possível para vários de nossos colegas e seus familiares.

 

Tanto a ADCAP, quanto seus parceiros, buscaram barrar a injusta cobrança. A Associação possui uma ação coletiva desde 2018 (processo 0000353-88.2018.5.10.0007) para garantir os direitos de seus associados, ativos e aposentados, frente às mudanças implementadas na Cláusula 28 do ACT 2018/2019, que instituiu o pagamento de mensalidade para que os trabalhadores dos Correios tenham acesso ao benefício de saúde.

 

Como a última medida não tinha base legal para ser implementada, a ADCAP ingressou com duas medidas judiciais, a primeira junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a segunda junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) solicitando a anulação dos efeitos da decisão adotada pela Direção dos Correios. O resultado saiu na última quinta-feira (16), com a cassação da liminar que permitiu o aumento para 50% na coparticipação.

 

Acompanhe os conteúdos da campanha Todos Pelos Correios. Acesse www.todospeloscorreios.com.br, siga as redes sociais (FacebookInstagram e Twitter), use a hashtag #TODOSPELOSCORREIOS. Cadastre-se no Whatsapp (61) 99448-7766. Curta e compartilhe com todos!

Deixe uma resposta